19 / Outubro / 2018

Sexta

Diretor: José Tomaz Gomes | Editor: AECOPS

Notícias ver todas os artigos desta secção

Análise da Tecnologia e Segurança aplicadas ao Facility Management fecharam 10ªs jornadas

17 de Novembro de 2016 às 14:41:59

tamanho da letra:

Notícias

O presente e o futuro da tecnologia e da segurança como parte integrante do Facility Management (FM) e os desafios da mudança marcaram as 10ªs Jornadas FM, que se realizaram nos dias 16 e 17 de novembro, no MAAT – Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia (Edifício Central Tejo), em Lisboa.

A tecnologia representa uma grande mais-valia para o FM e para a forma como são geridos os espaços (públicos ou privados) e as pessoas quando em interação com esses mesmos espaços. Caminhamos a passos curtos para uma transformação que não será apenas no futuro. Já está a acontecer. As cidades e todas as pessoas, edifícios e serviços que coabitam o mesmo espaço já estão a operar de forma sincronizada, o que permite rentabilizar os processos e melhorar a qualidade dos serviços prestados, pode concluir-se dos dois dias do encontro.
Juan  Beneytez (Ferrovial), André Calixto (NextBitt), Carlos Ferreira (TDGI), Miguel Pereira (EEE) e Filipe Rodrigues (Siemens) protagonizaram o primeiro painel do último dia, subordinado ao tema “A digitalização do FM – FM 4.0”. 
Apesar de operarem em áreas distintas, os oradores trouxeram ao painel ideias muito próximas do que será o FM num futuro muito rápido, “amanhã talvez”. A introdução e aplicação de tecnologias como o NFC, a realidade aumentada/virtual, a internet of things, machine learning & big data e ainda o BIM, uma tecnologia de simulação, trará verdadeiras revoluções na forma como se pensa e se concretiza o FM. Estas tecnologias, quando aliadas a projetos, empresas, espaços ou pessoas tornam-se imprescindíveis para o aumento da confiança, fiabilidade, sustentabilidade e rentabilidade das organizações.
Na mesma ótica da tecnologia, mas aplicada à uma escala mais abrangente que são as cidades e tudo o que nela coabita, seguiu-se o painel “O FM no contexto das smart cities”, protagonizado por Francisco Cruz (Siemens), Rosália Rodrigues, (Microsoft) e António Ruivo Meireles, (ndBIM). 
A complexidade das instalações, o alargamento das áreas de atuação do FM e a exigência crescente do end user progridem, necessariamente, na evolução do FM. E se os processos de comunicação, manutenção e gestão eram, há pouco mais de 10 anos, arcaicos e morosos, neste momento assistimos a uma mudança galopante dos mesmos, tornando-se mais rápidos, eficazes e eficientes, aproximando cada vez mais as pessoas, a tecnologia e os espaços.
A tarde foi dedicada à segurança pública e privada e até mesmo online, enquanto parte integrante do FM. O painel “Os desafios da segurança em meio institucional”, no qual participaram Maria João Conde (APSEI), Inês Pires (Manvia), comissário Sérgio Saldanha (PSP), Silvestre Machado (Grupo Auchan), Pedro Mendonça (APCC) e Valentim Oliveira (SIBS), trouxe até à plateia diferentes perspetivas da segurança e na forma como o próprio edificado poder ser um elemento facilitador ou dificultador da manutenção e implementação de políticas de segurança, nos diferentes locais. Em espaços privados, públicos ou até mesmo na via pública, a segurança deve ser um item a contemplar ainda em fase de projeto. A chave da segurança é a prevenção e antecipação, antevendo as vulnerabilidades.
A sessão de encerramento das 10as Jornadas FM ficou a cargo de Carlos Lourenço (APCADEC), João Paulo Saraiva (CML) e Pedro Branco Ló (APFM).
As 10as Jornadas FM contaram com a participação de mais de 30 oradores nacionais e internacionais que, no seu dia-a-dia, nas suas atividades profissionais ou académicas, dedicam o seu tempo a pensar, projetar e a implementar as melhores soluções integradas de FM ao serviço das pessoas e dos espaços.
A organização do evento estima que, durante os dois dias, passaram pelas salas do Edifício Central Tejo, do MAAT – Museu de Arquitetura, Arte e Tecnologia, mais de 350 pessoas, especialistas, académicos ou curiosos em temas relacionados com o Facility Management.
O evento promovido pela Associação Portuguesa de Facility Management contou com o apoio da EDP, Ferrovial, SinalMais, TDGI, Acciona, CityMover, EEE, Manvia,  NextBitt, Procos, Schmitt+Sohn, Sotécnica e Veólia.

Comentar

Iniciar Sessão

Nome de Utilizador

Palavra-chave

Se não tem conta,

Registe-se aquiEsqueceu-se da palavra-chave?

Comentar este artigo

Título

Texto

Os comentários deste site são publicados após aprovação, pelo pedimos que respeitem os nossos Termos de Utilização.
O seu IP não será divulgado, mas ficará registado na nossa base de dados.
Por favor, não submeta o seu comentário mais de uma vez.