20 / Setembro / 2018

Quinta

Diretor: José Tomaz Gomes | Editor: AECOPS

Notícias ver todas os artigos desta secção

Morada de família protegida de execuções fiscais

24 de Maio de 2016 às 14:57:13

tamanho da letra:

Notícias

A lei que "protege a casa de morada de família no âmbito de processos de execução fiscal" entra hoje, dia 24 de maio, em vigor.

Assim, a partir desta data, o Fisco deixa de poder despejar as famílias com dívidas fiscais da sua habitação própria e permanente, desde que esta tenha um valor patrimonial tributário até 574.323 euros. A casa pode ser penhorada, mas não vendida, e a suspensão da penhora fica ativa durante o tempo necessário até que a dívida esteja paga.
As habitações com valor acima daquele montante passam a ter uma suspensão da venda por um ano.
Nestes casos, a penhora do bem imóvel, “não impede a prossecução da penhora e venda dos demais bens do executado”.
As novas regras que estabelecem restrições à venda executiva de imóvel que seja habitação própria e permanente do executado, constam da Lei n.º 13/2016, de 23 de maio, que altera o código de procedimento e de Processo Tributário e a Lei Geral Tributária.



 

Comentar

Iniciar Sessão

Nome de Utilizador

Palavra-chave

Se não tem conta,

Registe-se aquiEsqueceu-se da palavra-chave?

Comentar este artigo

Título

Texto

Os comentários deste site são publicados após aprovação, pelo pedimos que respeitem os nossos Termos de Utilização.
O seu IP não será divulgado, mas ficará registado na nossa base de dados.
Por favor, não submeta o seu comentário mais de uma vez.