23 / Outubro / 2018

Terça

Diretor: José Tomaz Gomes | Editor: AECOPS

Notícias ver todas os artigos desta secção

Bancos não voltam a financiar habitação a 100%

02 de Maio de 2016 às 15:01:40

tamanho da letra:

Notícias

A banca portuguesa não pretende voltar a financiar habitação a 100% como antigamente, segundo revelaram vários diretores de instituições bancárias durante a convenção da KW Portugal, em Torres Vedras, escreve a “Vida Imobiliária”.

Os responsáveis das áreas de imobiliário Miguel Costa (BPI), Carlos Vintém (UCI), Vítor Peixoto (Novo Banco) e António Ribeiro (Santander) são citados pela RTP Notícias e avançam que «os bancos não vão aumentar as taxas de financiamento até 100% como acontecia antes, porque se isso acontecesse seria uma irresponsabilidade». Por isso, os clientes terão de ter mais capitais próprios para que o crédito seja aprovado.
A ideia é aumentar os níveis de segurança na concessão de crédito à habitação, reduzindo os níveis de crédito mal parado. Num contexto em que as taxas de juro negativas se deverão manter e até agravar até 2017, a banca defende que «há condições» para se apostar na concessão de crédito à habitação a taxas fixas.
“As leves melhorias que se começaram a sentir no setor da Construção desde o ano passado, o crescimento do consumo privado, a diminuição do número de portugueses com casa própria na última década (de 75,7% em 2001 para 73,2% em 2011), o ‘boost’ da reabilitação urbana nas cidades e o aumento do turismo fazem com que os bancos se voltem também para a habitação para não residentes e para a reabilitação”, acrescenta a notícia da “Vida Imobiliária”.

 

Comentar

Iniciar Sessão

Nome de Utilizador

Palavra-chave

Se não tem conta,

Registe-se aquiEsqueceu-se da palavra-chave?

Comentar este artigo

Título

Texto

Os comentários deste site são publicados após aprovação, pelo pedimos que respeitem os nossos Termos de Utilização.
O seu IP não será divulgado, mas ficará registado na nossa base de dados.
Por favor, não submeta o seu comentário mais de uma vez.