22 / Setembro / 2019

Domingo

Diretor: José Tomaz Gomes | Editor: AECOPS

Notícias ver todas os artigos desta secção

FIEC aponta soluções para as infraestruturas de transporte

15 de Abril de 2015 às 14:03:10

tamanho da letra:

Notícias

Uma delegação FIEC, liderada pelo vice-presidente Jean-Louis Marchand, reuniu-se com Violeta Bulc, Comissária dos Transportes, a fim de falar sobre as necessidades da União Europeia (EU) em termos de infraestruturas de transporte e os contributos que o setor da Construção pode oferecer nessa área.

“Queremos ajudar o Plano de Investimentos do presidente Juncker a ser bem-sucedido, pois esta é uma oportunidade muito boa para a competitividade da UE", sublinhou Marchand. "Congratulamo-nos com o facto de este Plano incidir sobre as prioridades certas para o crescimento e emprego da UE", acrescentou, salientando que, “em particular, a UE precisa de investimentos na manutenção das infraestruturas existentes!"
A falta de investimento na manutenção das infraestruturas existentes é, com efeito, um grande problema que a maioria dos Estados-Membros da UE enfrenta atualmente. Portanto, torna-se necessária uma ênfase política mais forte nesta matéria. A FIEC não pode deixar, por exemplo, de aplaudir o facto de os projetos de manutenção serem elegíveis ao abrigo do Fundo Europeu para Investimentos Estratégicos, o que não era o caso do programa CEF-Connecting Europe Facility, criado para financiar projetos para preencher as lacunas nas ligações de energia, transporte e redes digitais na Europa.
Uma vez que a comissária salientou que a digitalização e a e a ecologia dos transportes estavam entre as suas prioridades atuais, Marchand ressaltou que o Setor é muito favorável à utilização de sistemas de portagem electrónica harmonizadas, funcionando numa abordagem baseada em distâncias e geradoras de financiamento adicional para infraestruturas de transportes sustentáveis, com base no principio do "utilizador / poluidor-pagador". Neste quadro, a FIEC ofereceu total cooperação para a preparação do pacote do "transporte rodoviário", a ser revelado em 2016. Questionado pela comissária sobre possíveis modelos de contrato inovadores, a fim de atrair os investidores privados, Ulrich Paetzold, diretor geral FIEC, salientou que o princípio-chave tinha que assentar na justiça e no equilíbrio das condições contratuais e da gestão do projeto, a fim de garantir o sucesso global destes projetos para os investidores, clientes públicos e empreiteiros, em partes iguais.

Comentar

Iniciar Sessão

Nome de Utilizador

Palavra-chave

Se não tem conta,

Registe-se aquiEsqueceu-se da palavra-chave?

Comentar este artigo

Título

Texto

Os comentários deste site são publicados após aprovação, pelo pedimos que respeitem os nossos Termos de Utilização.
O seu IP não será divulgado, mas ficará registado na nossa base de dados.
Por favor, não submeta o seu comentário mais de uma vez.