11 / Dezembro / 2019

Quarta

Diretor: José Tomaz Gomes | Editor: AECOPS

Notícias ver todas os artigos desta secção

Cortiça invade elétricos de Lisboa

24 de Março de 2015 às 16:18:53

tamanho da letra:

Notícias

A Sofalca revestiu dois carros elétricos da Carristur, juntamente com a Pelcor. O projeto chama-se “Eletri’cork”, vai circular na capital a partir do dia 24 de março e pretende demonstrar as capacidades térmicas e acústicas da cortiça 100% natural ICB.Rev, bem como o conforto que este material confere aos espaços revestidos.

O projeto de parceria, que nasceu de uma conversa, há cerca de um ano, entre o gerente da Sofalca, Paulo Falcão Estrada, o designer Paulo Fernandes e a aquiteta Lurdes Duarte, da Carris, foi, desde logo, apadrinhado pelas administrações da Carris e, mais tarde da Carristur, que aceitaram aliar a carismática figura do elétrico lisboeta às qualidades únicas da cortiça portuguesa, numa altura em que o sobreiro foi elevado como Árvore Nacional de Portugal.
A Sofalca, que tem vindo a explorar a aplicação da sua cortiça em peças de Design e em instalações de arte, convidou a empresária Sandra Correia da Pelcor para se juntar ao projeto com o fornecimento das cortinas do carro elétrico.
Assim nasceu a parceria entre as três empresas Carris, Sofalca e Pelcor, iniciando-se o projeto “Eletri’cork”. A iniciativa consistiu em revestir com cortiça, tanto o interior como o exterior de dois elétricos da linha Castle Tram Tour.
A Sofalca pretende demonstrar as capacidades térmicas e acústicas desta sua cortiça 100% natural ICB.Rev, bem como o conforto que este material confere aos espaços revestidos.
Para o desenvolvimento deste projeto, a Sofalca forneceu e aplicou a cortiça para o revestimento exterior e interior dos dois elétricos, tendo também fornecido os bancos maciços de cortiça. Desenvolveu ainda uma nova aplicação ao imprimir sobre a sua cortiça, em plano e em curvatura, os logotipos da Tram Tour e os logos das empresas, conseguindo-se assim aliar a cortiça e as suas características únicas à imagem atual da empresa.
A Pelcor, para o desenvolvimento das cortinas dos elétricos, recorreu à cortiça branca da sua produção.
Na sequência do convite dirigido à Pelcor, surgiu também o “Cork Cable Car”, um desafio lançado ao Arte Institute e que resultou na criação do “Prazeres 28”. A obra, que é uma réplica à escala real de um elétrico lisboeta, foi idealizada pelo artista Nuno Vasa e baseia-se numa estrutura metálica também revestida na sua totalidade com cortiça da Sofalca.
Este último exemplar marcou presença no Festival “Iberian Suites: Arts Remix Across Continents”, no Kennedy Center em Washington, até 24 de março. Esta participação criou um paralelismo com o “Eletri’Cork” e teve como objetivo promover internacionalmente o produto português. Aquando do encerramento em Washington do “Prazeres 28” é lançada em Lisboa a continuação desta ‘Viagem’.

 

Comentar

Iniciar Sessão

Nome de Utilizador

Palavra-chave

Se não tem conta,

Registe-se aquiEsqueceu-se da palavra-chave?

Comentar este artigo

Título

Texto

Os comentários deste site são publicados após aprovação, pelo pedimos que respeitem os nossos Termos de Utilização.
O seu IP não será divulgado, mas ficará registado na nossa base de dados.
Por favor, não submeta o seu comentário mais de uma vez.