20 / Novembro / 2019

Quarta

Diretor: José Tomaz Gomes | Editor: AECOPS

Notícias ver todas os artigos desta secção

52 projetos disputam Prémio Nacional de Reabilitação Urbana

03 de Março de 2015 às 14:44:30

tamanho da letra:

Notícias

A organização do Prémio Nacional de Reabilitação urbana já apurou os finalistas que se candidataram à 3ª edição desta iniciativa, num total de 52 projetos localizados em 18 concelhos de Portugal.

Em comunicado, a Vida Imobiliária e a Promevi afirmam que, face à de 2014, a 3ª edição do Prémio registou um aumento de cerca de 15% no número de projetos candidatos. Ao longo das três edições são cerca de 130 os projetos que se disputaram o galardão.
Para António Gil Machado, diretor do Prémio Nacional de Reabilitação Urbana, esta abrangência geográfica mostra, “por um lado, que a reabilitação urbana não se limita apenas às duas principais cidades e que o próprio Prémio já conquistou uma expressão nacional. Além disso, o número elevado de candidaturas é uma prova incontestável de que reabilitar é uma atividade que deixou de ser residual e é agora generalizada. Significa que há um pipeline dinâmico de projetos de reabilitação a serem concretizados, já que todos os anos o número de candidaturas tem crescido e com a ressalva de que projetos candidatos em anos anteriores não podem voltar a candidatar-se”.
A habitação continua a ser o principal alvo de reabilitação urbana, com este segmento a receber 19 das 52 candidaturas na edição de 2015, seguindo-se o uso turístico, com 15 projetos em concurso. No comércio & serviços foram dez os projetos candidatos e as intervenções com impacto social concentram os restantes oito. Em termos de dimensão, cerca de 58% dos projetos submetidos (30) apresentam áreas inferiores a 1.000 m2 e os restantes 42% mais do que 1.000 m2.
Os vencedores são divulgados a 15 de abril nas diversas categorias a concurso e que incluem projetos de reabilitação urbana de habitação, comércio & serviços, turismo e equipamentos sociais. Dado ser a capital a cidade anfitriã do Prémio, está também prevista uma distinção para o melhor projeto de reabilitação urbana em Lisboa. Serão ainda reconhecidos com menções honrosas, o melhor projeto de reabilitação com área inferior a 1.000 m2, a melhor intervenção de restauro e o projeto com a melhor solução de eficiência energética.


Comentar

Iniciar Sessão

Nome de Utilizador

Palavra-chave

Se não tem conta,

Registe-se aquiEsqueceu-se da palavra-chave?

Comentar este artigo

Título

Texto

Os comentários deste site são publicados após aprovação, pelo pedimos que respeitem os nossos Termos de Utilização.
O seu IP não será divulgado, mas ficará registado na nossa base de dados.
Por favor, não submeta o seu comentário mais de uma vez.