21 / Outubro / 2019

Segunda

Diretor: José Tomaz Gomes | Editor: AECOPS

Notícias ver todas os artigos desta secção

Fundação We Are Water recorda problemas decorrentes da falta de condições de saneamento

20 de Novembro de 2014 às 11:47:09

tamanho da letra:

Notícias

No âmbito do Dia Mundial do Saneamento, que se celebrou a 19 de novembro, e com o título “World Toilet Day – Um melhor saneamento para todos”, foram desenvolvidas diversas ações de caráter internacional, celebradas nos vários Roca Galleries, que juntaram especialistas de várias nacionalidades e de diferentes campos de conhecimento.

Nestas conferências foi discutido o acesso ao saneamento básico, um direito humano do qual ainda carecem cerca de 2.500 milhões de pessoas, segundo dados das Nações Unidas. Calcula-se que 80% das doenças nos países em vias de desenvolvimento sejam provocadas pela falta de condições de saneamento apropriadas. 
A Igualdade e a Dignidade foi o tema deste segundo Dia Mundial do Saneamento. Atualmente 1.000 milhões de pessoas não dispõem de outras instalações sanitárias, que não o ar livre. A falta de privacidade resultante deste fenómeno tem provocado exposição a riscos elevados de ataques ou abusos sexuais.
Esta prática tem sido, igualmente, fonte de transmissão de doenças graves como a diarreia, a segunda causa de morte em crianças com idade inferior a 5 anos. Condições de saneamento adequadas evitam 319 milhões de casos de doenças diarreicas por ano e reduzem em 32% as  mortes por este motivo em todo o mundo.
Em Portugal, a conferência teve lugar no Roca Lisboa Gallery e contou com a participação de oradores como Laura Talsma, representante da Climate Foundation (parceira da Bill & Melinda Gates Foundation no projeto Reinvent the Toilet Challenge), Lívia Tirone, arquiteta especialista em temas de sustentabilidade, Filipa Alves, administradora-delegada da SIMLIS, e Artur Silva, representante da Fundação We Are Water em Portugal.
A conferência foi moderada por Pedro Inácio, coordenador do Arquivo Histórico da EPAL, e procurou debater questões fundamentais relacionadas com a importância de agir de forma rápida e eficiente aos problemas de saneamento existentes em todo o mundo.
Entre os temas abordados esteve também a evolução social do uso dos espaços de banho, o conceito de espaço de banho nas diferentes culturas, os riscos associados à falta de um saneamento básico e ao open defecation.
Também foram partilhados com os presentes, os projetos vigentes e já concluídos da Fundação We Are Water, com particular destaque para o Reinvent the Toilet Challenge (um projeto da Bill and Melinda Gates Foundation ) com o qual a Fundação We Are Water colabora, e que visa ter um impacto imediato na situação social de vários países onde o saneamento básico e o acesso a água potável são problemáticas essenciais.
O Dia Mundial do Saneamento é celebrado em todos os Roca Galleries e tem como principal objetivo alertar, sensibilizar e despertar a reflexão por parte da opinião pública e das instituições sobre a necessidade de criar uma nova cultura de água que permita o desenvolvimento justo e uma gestão sustentável dos recursos hídricos no mundo.

 

Comentar

Iniciar Sessão

Nome de Utilizador

Palavra-chave

Se não tem conta,

Registe-se aquiEsqueceu-se da palavra-chave?

Comentar este artigo

Título

Texto

Os comentários deste site são publicados após aprovação, pelo pedimos que respeitem os nossos Termos de Utilização.
O seu IP não será divulgado, mas ficará registado na nossa base de dados.
Por favor, não submeta o seu comentário mais de uma vez.