21 / Outubro / 2019

Segunda

Diretor: José Tomaz Gomes | Editor: AECOPS

Notícias ver todas os artigos desta secção

Empreitada de renovação na Linha do Norte entregue por 2,4 milhões

31 de Outubro de 2014 às 16:39:30

tamanho da letra:

Notícias

A Refer consignou à Fergrupo, Construções e Técnicas Ferroviárias, os trabalhos relativos à empreitada de renovação integral das linhas 5, 9 e 10 na Estação do Entroncamento, na Linha do Norte, pelo valor de cerca de 2,440 milhões de euros.

Os trabalhos, tendo em vista o reforço das condições de segurança da via-férrea, a desenvolvem-se entre os km 104,300 e 107,000, na Estação do Entroncamento e envolvem a renovação integral das diferentes componentes da superestrutura de via, nomeadamente, travessas, carril e balastro, o que viabilizará o “aumento da velocidade máxima de 60 km/h para 100 km/h para comboios convencionais e pendulares e consequentemente maior conforto, segurança e fiabilidade para a circulação ferroviária no local”, afirma em comunicado a empresa de transporte.
A empreitada tem um prazo de execução de 180 dias de calendário, a contar da data da consignação.
“Para o desenvolvimento dos trabalhos haverá necessidade de proceder a interdições pontuais de via, que serão devidamente articuladas de modo a afetar o mínimo possível o normal serviço ferroviário de passageiros”, informa Refer, cujos meios internos asseguram a gestão, coordenação e fiscalização da obra.

Concluída Modernização da Linha do Algarve

Entretanto, a mesma empresa informou que estão concluídos os trabalhos relativos à empreitada de sinalização eletrónica, controle de velocidade e telecomunicações de exploração no Troço Olhão – Vila Real de Santo António, da Linha do Algarve.
Esta empreitada, com um investimento associado na ordem dos 2,9 milhões de euros, teve como objetivo central o reforço da segurança e a melhoria do serviço ferroviário.
“Com esta intervenção, o controlo da circulação passa a estar centralizado na mesa de comando de Faro, permitindo uma maior flexibilidade, capacidade e disponibilidade. Toda a Linha do Algarve, fica agora dotada da mais moderna tecnologia de controlo e comando de sinalização,
deixando a segurança da circulação ferroviária de estar unicamente dependente de fatores humanos”, afiança a Refer.
Por outro lado, “por via deste investimento que incrementa as velocidades praticadas, em especial na aproximação às estações, atuou-se ainda ao nível dos atravessamentos da via férrea, eliminando ou mitigando o potencial risco para a população. Resultará assim, além do reforço das condições de segurança, uma melhoria ao nível da qualidade da oferta, no que se refere à pontualidade e à fiabilidade da exploração, beneficiando as condições de mobilidade na região”, acrescenta-se.
Estas intervenções fazem parte dum plano de investimentos (2007-2014) na Linha do Algarve, que ronda os 35 milhões de euros e que contemplou, para além dos trabalhos mencionados, a reabilitação da via, o alteamento de plataformas, a supressão e reclassificação de passagens de nível e melhorias pontuais em edifícios de passageiros.


 

Comentar

Iniciar Sessão

Nome de Utilizador

Palavra-chave

Se não tem conta,

Registe-se aquiEsqueceu-se da palavra-chave?

Comentar este artigo

Título

Texto

Os comentários deste site são publicados após aprovação, pelo pedimos que respeitem os nossos Termos de Utilização.
O seu IP não será divulgado, mas ficará registado na nossa base de dados.
Por favor, não submeta o seu comentário mais de uma vez.