05 / Dezembro / 2019

Quinta

Diretor: José Tomaz Gomes | Editor: AECOPS

Notícias ver todas os artigos desta secção

Pequenos investidores impulsionam procura no mercado habitacional

27 de Outubro de 2014 às 15:52:30

tamanho da letra:

Notícias

A procura de casas no mercado de compra e venda está a aumentar, confirmando a recuperação deste mercado. Os níveis de confiança, embora tenham descido, continuam positivos, mas os preços não acompanham ainda o aumento da atividade.

Estas são as conclusões do inquérito mensal Portuguese Housing Market Survey (PHMS) de setembro. 
De acordo com vários agentes que participam no inquérito, este aumento de procura está relacionado com a entrada de pequenos investidores no mercado imobiliário
Para Ricardo Guimarães, Diretor da Confidencial Imobiliário (Ci), o maior interesse dos pequenos aforradores pelo mercado imobiliário deve-se ao facto destes “percecionarem maior risco de investimento noutras classes de ativos e é também uma forma de proteção face a problemas na Banca, como os ocorridos recentemente”.
O PHMS de setembro destaca que o mercado de compra e venda de casas continua a recuperar, embora o aumento de atividade não encontre ainda reflexo nos preços, que se têm apresentado relativamente estáveis. Ainda assim, há uma diferente evolução entre promotores e mediadores, com os primeiros a apresentarem uma recuperação de preços e os segundos uma descida.
O índice de confiança - uma medida composta das expectativas de vendas e preços – caiu significativamente, embora parte desta queda resulte provavelmente do forte aumento verificado no mês anterior. Parte da quebra deve refletir também o enfraquecimento das perspectivas económicas na Zona Euro. Ainda assim, o índice permaneceu em território positivo.
No setor de arrendamento, a procura por parte dos arrendatários também subiu, mas as instruções por parte dos proprietários caíram – ambas de forma bastante acentuada –, desacelerando o ritmo de queda das rendas. Apesar de as rendas apresentarem quebras desde o início do inquérito em 2011, estão agora a cair ao ritmo mais lento alguma vez registado. A queda contínua das rendas deve-se, em parte, a um excesso de stock no mercado de arrendamento, que por sua vez resulta de um desencontro entre os tipos de casas em oferta e os tipos de casas procuradas.
Ao nível regional, salienta-se a subida da procura nas regiões de Lisboa e do Algarve. No Porto, destaca-se o comportamento das rendas, que continuam a cair.
Josh Miller, economista sénior do RICS, conclui que “a atividade no mercado de compra e venda está a recuperar e os preços das casas estão a estabilizar. Porém, por enquanto, ainda não estamos fora de perigo. A queda do índice de confiança verificada este mês relembra-nos que o mercado português continua vulnerável às fragilidades da economia da Zona Euro como um todo.”
Recorde-se que o Portuguese Housing Market Survey (PHMS) é um inquérito mensal realizado em parceria entre a Ci - Confidencial Imobiliário e o Royal Institution of Chartered Surveyors (RICS), contando com os apoios da ADENE, InCI, Caixa Geral de Depósitos e Millennium bcp.

Comentar

Iniciar Sessão

Nome de Utilizador

Palavra-chave

Se não tem conta,

Registe-se aquiEsqueceu-se da palavra-chave?

Comentar este artigo

Título

Texto

Os comentários deste site são publicados após aprovação, pelo pedimos que respeitem os nossos Termos de Utilização.
O seu IP não será divulgado, mas ficará registado na nossa base de dados.
Por favor, não submeta o seu comentário mais de uma vez.