15 / Dezembro / 2019

Domingo

Diretor: José Tomaz Gomes | Editor: AECOPS

Notícias ver todas os artigos desta secção

Turismo impulsiona reabilitação no centro histórico do Porto

20 de Junho de 2014 às 15:00:50

tamanho da letra:

Notícias

Cerca de metade dos fogos licenciados pela Câmara Municipal do Porto para reabilitação, durante o 1º trimestre deste ano, estão integrados em projetos de alojamento coletivo, habitualmente destinados ao setor turístico, como são os casos dos hostels.

De acordo com a Confidencial Imobiliário, e tendo por base a informação referente ao licenciamento municipal de obras no município do Porto, no período referido, foram licenciados para reabilitação 7 empreendimentos deste tipo, que incluíam um total de 28 fogos, estando todos localizados no coração da zona histórica da cidade, designadamente nas freguesias da Sé, Vitória e São Nicolau.
No total do trimestre, a autarquia Portuense emitiu licenças para 57 fogos inseridos em projetos de reabilitação, sendo que, além destes 28 fogos em projetos de alojamento coletivo, os restantes 29 dizem respeito a um só empreendimento localizado na freguesia do Bonfim.
Estes números comparam com a pouca dinâmica do licenciamento para habitação nova, que, no 1º trimestre de 2014, registou apenas um total de 4 fogos licenciados em todo o concelho.
Na análise aos últimos 12 meses (período compreendido entre o 2º trimestre de 2013 e o 1º trimestre de 2014), a emissão de licenças para habitação nova no Porto totalizou os 55 fogos, numa tendência trimestral descente. Já no caso do licenciamento de obras em edificado (reabilitação), o volume de fogos residenciais licenciados nesse período de 12 meses foi de 104 unidades.

Comentar

Iniciar Sessão

Nome de Utilizador

Palavra-chave

Se não tem conta,

Registe-se aquiEsqueceu-se da palavra-chave?

Comentar este artigo

Título

Texto

Os comentários deste site são publicados após aprovação, pelo pedimos que respeitem os nossos Termos de Utilização.
O seu IP não será divulgado, mas ficará registado na nossa base de dados.
Por favor, não submeta o seu comentário mais de uma vez.