14 / Outubro / 2019

Segunda

Diretor: José Tomaz Gomes | Editor: AECOPS

Notícias ver todas os artigos desta secção

Construção europeia caiu 2,3% em 2013

17 de Junho de 2014 às 14:36:30

tamanho da letra:

Notícias

A FIEC-Federação da Indústria Europeia da Construção estima que o Setor na UE tenha registado uma quebra global de 2,3% em 2013 e prevê uma estabilização da atividade, em redor dos 0,1%, para o corrente ano de 2014.


"No seu todo, a produção da Construção na UE ascendeu a 1.162 mil milhões de euros em 2013, o que representa uma queda de 2,3% em relação a 2012", anunciou o vice-presidente da FIEC, Jacques Huillard, durante a apresentação do “Relatório Estatístico” da Federação, nas vésperas do seu Congresso anual, que terá lugar no próximo dia 26 de junho, em Berlim. "Mas pode haver uma luz no fim do túnel, na medida em que a atividade pode, pelo menos, estabilizar a partir de 2014", acrescentou.
O também responsável da FIEC pelas questões económicas aproveitou a ocasião para alertar as autoridades da União, assim como dos seus Estados-membros, para a necessidade de começarem a substituir as políticas de austeridade cega por medidas que promovam o crescimento económico. "Não pode haver crescimento sem investimento”, declarou Huillard, para quem "a política de austeridade que tem sido favorecida nos últimos anos tem causado enormes prejuízos, tanto na economia em geral, como no setor da Construção em particular. É por isso que temos vindo constantemente a chamar a atenção dos decisores políticos para o bom senso” e, acrescentou, “ esta é também a mensagem central do nosso Manifesto para o mandato, de 2014 a 2019, dos novos deputados e comissários europeus".
Neste contexto, Jacques Huillard manifestou a satisfação da FIEC pelo facto de alguns Estados-membros da UE estarem já a recuar na ideia de que a política de austeridade cega pode resolver todos os problemas relacionados com a recessão. "Embora o investimento em infraestruturas e o acesso das empresas ao crédito ainda sejam questões delicadas, num certo número de países estamos a ver medidas destinadas, por exemplo, a facilitar o acesso das famílias à habitação, as quais beneficiam o setor residencial".

Setor continua a ser um dos principais motores de crescimento da Europa

De acordo com as estatísticas anuais da FIEC, a evolução do setor da Construção na EU apresentou os seguintes resultados gerais:
- uma nova redução da atividade em todos os segmentos e na maioria dos Estados-membros;
- uma quebra acentuada da construção de edifícios não residenciais públicos e das infraestruturas (-5,5% e -3,7%, respetivamente), em virtude dos cortes governamentais no investimento público;
- um comportamento muito melhor do segmento de habitação em alguns países-chave, aumentando a esperança para o Setor em geral - ainda que a recuperação deste segmento não tenha sido uma realidade em 2013, ela será concretizada em 2014 (+1,0%);
- um novo impacto negativo da crise geral da atividade sobre o número de pessoas empregadas no Setor, com o emprego na Construção a cair pelo sexto ano consecutivo na UE (-4,1%).
Ainda assim, a indústria da Construção continua a ser um dos principais motores de crescimento da Europa, representando 8,8% do PIB da UE e 2,9 milhões de empresas, a maioria das quais são PME.
A Construção proporciona também emprego a 13,8 milhões de trabalhadores, o que representa 6,4% do total do emprego na Europa, não incluindo o emprego indireto gerado em setores afins (recorde-se que, de acordo com o "efeito multiplicador", segundo o qual um trabalho na Construção origina dois novos postos de trabalho em outros setores, ascende a três o total de postos de trabalho gerados pela atividade do Setor).
Face a todos estes resultados, a FIEC, através do seu vice-presidente, exortou os decisores europeus e nacionais a “levarem, mais do que nunca, em consideração a contribuição potencial da indústria da Construção para o crescimento da UE, ao decidirem sobre as reformas estruturais e fiscais ou cortes orçamentais".


 

Comentar

Iniciar Sessão

Nome de Utilizador

Palavra-chave

Se não tem conta,

Registe-se aquiEsqueceu-se da palavra-chave?

Comentar este artigo

Título

Texto

Os comentários deste site são publicados após aprovação, pelo pedimos que respeitem os nossos Termos de Utilização.
O seu IP não será divulgado, mas ficará registado na nossa base de dados.
Por favor, não submeta o seu comentário mais de uma vez.