06 / Dezembro / 2019

Sexta

Diretor: José Tomaz Gomes | Editor: AECOPS

Notícias ver todas os artigos desta secção

Mestrado em Conservação e Reabilitação do Edificado responde à crise no Setor

08 de Maio de 2014 às 14:47:54

tamanho da letra:

Notícias

Colmatando a lacuna existente ao nível das ofertas de formação para os profissionais mais diferenciados no ramo, o Instituto Politécnico de Setúbal lançou, no ano passado, a primeira edição do curso de mestrado em conservação e reabilitação do edificado.

Segundo explica Ana Margarida Armada Brás, coordenadora do Mestrado e da Pós-Graduação em Conservação e Reabilitação do Edificado, “o curso está especificamente desenvolvido para fomentar uma melhor articulação entre a indústria da Construção e o Instituto Politécnico de Setúbal, através do desenvolvimento de programas de parceria inovadores com a indústria, contribuindo para o desenvolvimento industrial e a resolução de problemas concretos, de impacto nacional e internacional”.
Em comunicado, acrescenta-se que “a realidade atualmente vivida, obriga a repensar o setor da Construção, procurando gerar valor acrescentado para a Sociedade. Assim, esta formação está estrategicamente direcionada para o desenvolvimento do mercado interno, com fortes competências nas áreas da Reabilitação Urbana e do Património Edificado, Reabilitação Energética e Reabilitação Sísmica”.
Recorde-se que o Instituto Politécnico de Setúbal colabora com a indústria da Construção e com os diferentes agentes ligados ao Setor, como empreiteiros, fornecedores, donos de obra, autarquias locais, projetistas e ainda outras instituições de ensino superior e centros de investigação nacionais e estrangeiros. Este trabalho em rede foi potenciado e alargado no âmbito da criação deste Mestrado em Conservação e Reabilitação do Edificado e fomenta a criação de projetos conjuntos de investigação e desenvolvimento, fortalecendo a ligação entre o mundo académico e a Sociedade.
O campo de recrutamento do curso inclui preferencialmente arquitetos, engenheiros civis, gestores da construção e profissionais da conservação e restauro, podendo ser admitidos candidatos com formação em outras engenharias e que possuam curriculum profissional compatível.


 

Comentar

Iniciar Sessão

Nome de Utilizador

Palavra-chave

Se não tem conta,

Registe-se aquiEsqueceu-se da palavra-chave?

Comentar este artigo

Título

Texto

Os comentários deste site são publicados após aprovação, pelo pedimos que respeitem os nossos Termos de Utilização.
O seu IP não será divulgado, mas ficará registado na nossa base de dados.
Por favor, não submeta o seu comentário mais de uma vez.