22 / Setembro / 2019

Domingo

Diretor: José Tomaz Gomes | Editor: AECOPS

Notícias ver todas os artigos desta secção

Santiago do Cacém quer estratégia regional para a ferrovia

28 de Janeiro de 2014 às 17:35:23

tamanho da letra:

Notícias

O presidente da Câmara Municipal de Santiago do Cacém, Álvaro Beijinha, esteve reunido com a Administração do Porto de Sines (APS), com as questões da ferrovia a nível regional no topo da agenda.

Num encontro que incidiu também nos impactos económicos para o município e para a região, motivados pelo crescimento registado pelo Porto de Sines em 2013, Álvaro Beijinha sublinhou o caráter “absolutamente fundamental da ferrovia para o Porto de Sines”, naquele que foi um dos temas centrais da reunião com os responsáveis da APS.
Em comunicado, a Câmara Municipal de Santiago do Cacém explica que “quer recuperar um assunto vital para o desenvolvimento socioeconómico da Região” e que o objetivo primordial é que as mercadorias possam chegar a Espanha o mais rapidamente possível, mas salvaguardando questões que a  autarquia já teve ocasião de colocar há alguns anos atrás, “assentes numa estratégia regional, com um traçado que não ponha em causa um conjunto de valores, em particular ambientais” – com a questão do montado à cabeça – mas também ao nível do planeamento urbanístico”.
O edil da CMSC recorda que, “na altura, a Câmara contestou o facto de haver uma divisão entre as duas cidades. Houve reuniões com a REFER e tivemos oportunidade de apresentar alternativas e expor as nossas críticas em relação ao traçado que foi apresentado”.
O autarca entende que “tudo aquilo que está relacionado com o crescimento do Porto de Sines reflete-se positivamente na região, do ponto de vista do desenvolvimento económico”, e assegura estar atento à situação. “Em Santiago do Cacém, temos de saber tirar partido da melhor forma”, sendo para isso condição fundamental “acompanhar de muito perto a realidade do Porto de Sines”. Álvaro Beijinha teve oportunidade de visitar o Terminal XXI, que prepara para breve o início de uma obra de alargamento das suas infraestruturas, intervenção que se afigura decisiva “do ponto de vista daquilo que é o crescimento do Porto de Sines e da criação de postos de trabalho”.

Comentar

Iniciar Sessão

Nome de Utilizador

Palavra-chave

Se não tem conta,

Registe-se aquiEsqueceu-se da palavra-chave?

Comentar este artigo

Título

Texto

Os comentários deste site são publicados após aprovação, pelo pedimos que respeitem os nossos Termos de Utilização.
O seu IP não será divulgado, mas ficará registado na nossa base de dados.
Por favor, não submeta o seu comentário mais de uma vez.