13 / Outubro / 2019

Domingo

Diretor: José Tomaz Gomes | Editor: AECOPS

Notícias ver todas os artigos desta secção

220 milhões disponíveis para revitalizar empresas

28 de Agosto de 2013 às 10:49:30

tamanho da letra:

Notícias

A Construção é um dos setores considerados prioritários no acesso ao Programa Revitalizar, cujos fundos, no valor de 220 milhões de euros, acabam de ser lançados pelo Ministério da Economia.

O Programa Revitalizar, recorde-se, foi anunciado em fevereiro de 2012, com o objetivo de revitalizar o tecido empresarial, ajudando empresas que estejam em dificuldades ou que queiram crescer. A ideia é fortalecer as pequenas e médias empresas, tanto numa ótica de sustentabilidade, como de reforço de capitais próprios, desenvolvimento de novos projetos, lançamento em outros mercados ou apoio às exportações.
Neste contexto, podem candidatar-se aos fundos agora anunciados, nomeadamente, “PME’s em dificuldades de desenvolvimento, empresários que estejam a planear uma sucessão ou retirada, PME com ativos pouco rentáveis, que queiram aumentar a sua competitividade através de uma estratégia de crescimento ou investidores interessados em adquirir uma empresa já existente”. 
A dotação financeira dos fundos Revitalizar é assegurada, em partes iguais, pelo QREN e por sete instituições bancárias (Caixa Geral de Depósitos, BPI, BES, Millenium BCP, BANIF, Montepio e a Caixa Central de Crédito Agrícola Mútuo) e será gerida por três entidades: a Explorer (que ficará com os fundos da região Norte, no valor de 80 milhões), a Oxy Capital (Centro, com 80 milhões) e a Capital Criativo (Lisboa, Alentejo e Algarve, com 60 milhões). O limite máximo de capitalização definido é de 1,5 milhões de euros.
A medida faz parte de um programa mais alargado que incluiu a criação do Processo Especial de Revitalização, a reformulação do Código da Insolvência e da Recuperação de Empresas e a revisão do estatuto dos administradores judiciais que acompanham estes processos.
Além da Construção, têm igualmente acesso prioritário aos novos fundos as empresas nas áreas da indústria, energia, comércio, transportes, turismo e serviços.

Comentar

Iniciar Sessão

Nome de Utilizador

Palavra-chave

Se não tem conta,

Registe-se aquiEsqueceu-se da palavra-chave?

Comentar este artigo

Título

Texto

Os comentários deste site são publicados após aprovação, pelo pedimos que respeitem os nossos Termos de Utilização.
O seu IP não será divulgado, mas ficará registado na nossa base de dados.
Por favor, não submeta o seu comentário mais de uma vez.