21 / Agosto / 2019

Quarta

Diretor: José Tomaz Gomes | Editor: AECOPS

Notícias ver todas os artigos desta secção

Investimento de meio milhão reconverte armazéns em Almada

18 de Abril de 2013 por Lurdes Neto às 17:24:33

tamanho da letra:

Notícias

Os antigos armazéns municipais de São Paulo em Almada foram reconvertidos num espaço inteiramente vocacionado para iniciativas empresariais na área da cultura.

Cerca de meio milhão de euros foi o valor investido no agora apelidado de Quarteirão das Artes, que será inaugurado no próximo dia 20 de abril. O projeto de reabilitação é da autoria do arquiteto João Correia Monteiro, responsável pelos novos edifícios do Complexo do Santuário de Santo Antão da Barca.
Conforme se avança numa nota distribuída à imprensa, o Quarteirão das Artes apresenta-se como um espaço de apoio a iniciativas empresariais com vertente inovadora que, pelas suas características, carecem de locais de trabalho menos convencionais, designadamente nas áreas de cultura, artes plásticas e visuais, oficinas e artesanato, vídeo e produções audiovisuais, design, entre outras”.

Infraestrutura flexível

O projeto inclui onze espaços privados de atelier, dois espaços públicos (sala de formação e sala polivalente) e ainda uma zona administrativa. A adaptação deste edifício será, do ponto de vista da organização espacial, flexível, de forma a poder albergar iniciativas de natureza variada, cujo funcionamento potencie dinâmicas complementares entre si e com outros equipamentos na envolvente imediata.
O Quarteirão das Artes está situado numa área privilegiada de produção cultural e recreativa da cidade, onde se destaca o Núcleo Empresarial de Almada Velha, a Casa da Cerca – Centro de Arte Contemporânea, o Centro de Interpretação de Almada Velha e a Universidade Sénior de Almada, vindo, assim, dar apoio e incentivar a profissionalização destes domínios “artísticos”.

Recurso a sistema construtivo ainda pouco usado

Sobre o Quarteirão das Artes, o arquiteto e responsável pela obra destaca o uso de LSF (Light Steel Frame): “o orçamento apertado, a ausência de espaço para montagem de um estaleiro e o facto de ser uma obra de reconversão fizeram com que se optasse por um sistema construtivo ainda pouco usado em Portugal, o LSF. O Quarteirão das Artes é um exercício de reconversão em que é perfeitamente claro e evidente o que é a pré existência e o que é construção nova. Esta dicotomia é mesmo o conceito fundamental do edifício. As fachadas serão a tela para o concurso anual de graffiti que já existe em Almada. O resultado final é um edifício de construção inovadora, simultaneamente vanguardista e inserido na paisagem de Almada Velha.” 

Comentar

Iniciar Sessão

Nome de Utilizador

Palavra-chave

Se não tem conta,

Registe-se aquiEsqueceu-se da palavra-chave?

Comentar este artigo

Título

Texto

Os comentários deste site são publicados após aprovação, pelo pedimos que respeitem os nossos Termos de Utilização.
O seu IP não será divulgado, mas ficará registado na nossa base de dados.
Por favor, não submeta o seu comentário mais de uma vez.