12 / Novembro / 2019

Terça

Diretor: José Tomaz Gomes | Editor: AECOPS

Notícias ver todas os artigos desta secção

Prémio Nacional de Reabilitação Urbana com 37 candidaturas

28 de Fevereiro de 2013 por Lurdes Neto às 14:31:29

tamanho da letra:

Notícias

A 1ª edição do Prémio Nacional de Reabilitação Urbana recebeu 37 candidaturas referentes a projetos localizados de norte a sul do País, nas diversas categorias, nomeadamente, habitação, turismo, serviços, comércio e equipamentos sociais.

A iniciativa da revista “Vida Imobiliária” e da “Promevi”, que conta com o apoio de diversas entidades, entre as quais a Santa Casa da Misericórdia e a AECOPS-Associação de Empresas de Construção e Obras Públicas e Serviços, foi lançado no final do ano passado, com o objetivo de discriminar positivamente os projetos de reabilitação urbana que estão a contribuir para a regeneração das cidades portuguesas, para o seu desenvolvimento económico e para a melhoria de vida das suas populações.
Com uma periodicidade anual, vai premiar projetos de reabilitação urbana nas áreas residencial, comercial, turística, de serviços e ainda projetos com impacto social, distinguido, simultaneamente, os agentes que se empenham em promover a requalificação das cidades portuguesas.
De acordo com Arturo Malingre, diretor do prémio, citado num comunicado emitido pela Santa Casa, “é assinalável não só a diversidade de candidaturas, mas também as suas diferentes origens. Podemos encontrar, entre os candidatos, hotéis, moradias, edifícios de apartamentos, comércio, escritórios, um cineteatro ou um centro de artes, em projetos em Lisboa, Porto, Guimarães, Tavira, Braga, Albergaria-a-Velha, Arganil ou Pinhel, entre outros.” Arturo Malingre considera, por isso, que “o balanço não poderia ser mais positivo. É um volume de projetos excelente para uma iniciativa que dá agora os primeiros passos.”

Juri escolhe vencedores até 3 de abril

Encerrada a primeira fase de candidaturas, decorre agora, até 8 de março, o período de entrega dos dossiês detalhados dos projetos candidatos.
Um painel de jurados constituído por cinco personalidades - André Jordan, presidente do Grupo André Jordan; António Tomás Correia, presidente do Conselho de Administração do Grupo Montepio Geral; Augusto Mateus, presidente da Augusto Mateus & Associados; Luís Lima, presidente da APEMIP e Gonçalo Byrne, presidente da Gonçalo Byrne Arquitetos - irá depois analisar as propostas, anunciando os vencedores, no dia 3 de abril, num jantar de gala no edifício da Alfândega, no Porto, integrado na Semana da Reabilitação Urbana que se celebrará na cidade.
O Prémio Nacional de Reabilitação Urbana conta ainda com o patrocínio da Schmitt+Sohn Elevadores, Aguirre Newman, ADENE e Revigres e com os apoios institucionais do InCI, APEMIP, AICCOPN e APRUPP.

Reabilitação urbana é prioridade para a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa

O apoio da Misericórdia de Lisboa à iniciativa “enquadra-se no âmbito da aposta na reabilitação urbana que tem sido prioritária para a atual administração”, afirma-se no referido comunicado, onde se sublinha o facto de a entidade ser “um dos maiores proprietários de imóveis da capital portuguesa”, em virtude da confiança por beneméritos à instituição, desde a sua fundação, em 1498, de bens.
Neste contexto, a Santa Casa criou, nomeadamente, o Programa Reabilitar, para valorizar e preservar este legado e rejuvenescer a cidade, gerando receitas para as boas causas que apoia. No total, vai investir 8,1 milhões de euros na recuperação de 15 prédios em Lisboa.


 

Comentar

Iniciar Sessão

Nome de Utilizador

Palavra-chave

Se não tem conta,

Registe-se aquiEsqueceu-se da palavra-chave?

Comentar este artigo

Título

Texto

Os comentários deste site são publicados após aprovação, pelo pedimos que respeitem os nossos Termos de Utilização.
O seu IP não será divulgado, mas ficará registado na nossa base de dados.
Por favor, não submeta o seu comentário mais de uma vez.