16 / Dezembro / 2018

Domingo

Diretor: José Tomaz Gomes | Editor: AECOPS

Acontecimentos em agenda ver todas os artigos desta secção

Prazo de candidaturas ao Prémio IHRU decorre até 31 de julho

05 de Maio de 2016 às 04:00:35

tamanho da letra:

Agenda

No âmbito do lançamento de mais uma edição do Prémio IHRU 2016, está a decorrer até ao próximo dia 31 de julho o período para apresentação de candidatura à 28ª edição do Prémio IHRU em qualquer uma das variantes previstas.

Atribuído desde 1989 e considerado o prémio mais antigo a nível nacional nesta área, o Prémio IHRU descendente do Prémio INH e Prémio RECRIA, foi assumindo ao longo da sua existência, novas configurações, decorrentes das alterações do paradigma da construção, passando a incidir exclusivamente na área da reabilitação urbana.
Reúnem condições de candidatura, todas as entidades públicas ou privadas que tenham promovido intervenções de reabilitação urbana concluídas no ano de 2015.
O Prémio IHRU premeia as ações de reabilitação urbana exemplares e distingue os resultados reveladores do domínio técnico que conduz ao exercício de boas práticas, dentro de quatro variantes:
• Reabilitação de edifício; Reabilitação de conjunto urbano; Reabilitação ou requalificação de espaço público; Área de reabilitação Urbana.
O Prémio tem como objetivo: “valorizar e promover a divulgação do trabalho desenvolvido por projetistas, construtores e promotores, tanto públicos como privados, ao nível da reabilitação urbana; Promover a disseminação de boas práticas; contribuir, através do conhecimento de experiências inovadoras, para a contínua adaptação a novas situações; assegurar, através da divulgação das melhores intervenções, também na perspetiva técnico-económica, o interesse dos cidadãos em geral pela preservação e revitalização do património habitacional e das áreas urbanas; contribuir para a divulgação de melhorias sociais no acesso a habitação.
Entre os Prémio IHRU, contam-se o empreendimento Casas de Campo na Aldeia de Trebilhadouro, Vale de Cambra – Arquiteto André Eduardo Tavares (2015); a Requalificação do Espaço Público da Mouraria, Lisboa –Troço A: Paulo Neves Gonçalves e Maria Cristina Pinto Cardoso Neves, Troço B: Silva Dias - Arquitetos, Lda (2013); Reabilitação da Antiga Fábrica dos Leões, Évora - Inês Lobo Arquitetos e Ventura Trindade Arquitetos (2001); Mercado Cultural do Carandá, Braga- Arquiteto Eduardo Souto de Moura (2012).
As candidaturas  deverão ser formalizadas até às 16h00 do dia 31 de julho, através do preenchimento da ficha de candidatura disponibilizada no Portal da Habitação, onde pode consultar igualmente o Regulamento do Prémio.

 


 

Comentar

Iniciar Sessão

Nome de Utilizador

Palavra-chave

Se não tem conta,

Registe-se aquiEsqueceu-se da palavra-chave?

Comentar este artigo

Título

Texto

Os comentários deste site são publicados após aprovação, pelo pedimos que respeitem os nossos Termos de Utilização.
O seu IP não será divulgado, mas ficará registado na nossa base de dados.
Por favor, não submeta o seu comentário mais de uma vez.