21 / Outubro / 2019

Segunda

Diretor: José Tomaz Gomes | Editor: AECOPS

Acontecimentos em agenda ver todas os artigos desta secção

Performances da Trienal de Arquitetura saem às ruas de Lisboa dia 7 de novembro

06 de Novembro de 2013 às 15:25:30

tamanho da letra:

Agenda

No âmbito da terceira edição da Trienal de Arquitetura de Lisboa, decorrem no dia 7 de novembro, duas das três performances selecionadas através de um open call no quadro do projeto PERFORMINGARCHITECTURE.

A performance SUPER HATCH, do “Coletivo PKMN” decorrerá junto à Igreja de São Domingos, no Largo de São Domingos (Rossio), das 10 às 20h, e THE FUTURE IS THE BEGINNING , de Pedro Bandeira, com percurso entre a Praça da Figueira e o Miradouro da Nossa Senhora do Monte, terá início às 21h30h.
O projeto PERFORMINGARCHITECTURE, comissariado por Ariadna Cantis, foi apresentado, esta semana durante uma conferência de imprensa de imprensa, no Roca Lisboa Gallery, tendo na ocasião aquela responsável explicado o conceito das perfomances e as contribuições que darão as mesmas para enriquecer o cartaz da edição deste ano da Trienal de Arquitetura de Lisboa.
A comissária do projeto destacou “a vertente internacional deste tipo de iniciativas, que resulta de uma colaboração entre Portugal e Espanha”. “Trata-se de um conjunto de performances, incluídas no programa de um evento de dimensão internacional como é a Trienal de Arquitetura 2013, e que visam ter um forte impacto nas cidades”, comentou.
O Coletivo PKMN explicou o que representa a sua performance, intitulada SUPER HATCH, que propõe uma reinterpretação analógica numa escala real, de uma ferramenta gráfica digital: Cad Hatch Patterns. Hatch Patterns não possuem uma escala em concreto embora sejam utilizadas para representar materiais reais que são idealizados para conceber os espaços públicos das cidades. Este processo de reinterpretação que o coletivo propõe consiste em reproduzir fisicamente alguns destes padrões numa determinada superfície da capital lisboeta. O objetivo é gerar um background analógico enorme, representando um pedaço da cidade em quatro dimensões (tempo incluído), que servirá como base sobre a qual reconstruirão o interface de software analógico, interagindo com a cidade.
Pedro Bandeira, em representação da performance THE FUTURE IS THE BEGINNING, um atributo à cultura grega, partilhou todos os detalhes desta iniciativa, que consiste num cortejo em que fragmentos de uma "Coluna Dórica" serão transportados a pé. A “Coluna Dórica” é, nesta proposta, símbolo de valores éticos que o mentor considera perenes e é também símbolo de valores estéticos que perduraram até ao pós-modernismo, revelando, deste modo, uma persistência material e imaterial necessária para contrariar a precariedade cultural e social que vivemos.
A terceira performance  LET THE THINGS GO DOWN TO GO UP TO GO DOWN TO GO UP TO GO DOWN, da autoria de Luis Urculo, e que será apresentada dia 15 de dezembro, tem como base uma linha de pensamento e ação, onde um conjunto de intervenientes, quer em grupo quer individualmente, decidirão como demolir uma determinada construção já existente, com o objetivo de a reconstruir. Esta reconstrução dará lugar a uma nova edificação, que também ela será destruída e reconstruída pelo participante seguinte. A base desta proposta assenta na dinâmica de construção e desconstrução de um conjunto de estruturas, estimulando a troca de experiências, reflexões e análises entre todos os participantes. Esta performance decorrerá no Salão Nobre do Palácio Sinel de Cordes, em hora a definir.
A Trienal de Arquitetura de Lisboa, recorde-se,  é uma organização sem fins lucrativos cuja missão é investigar, dinamizar e promover o pensamento e a prática em arquitetura, realizando a cada três anos um grande fórum de debate, reflexão e divulgação que cruza fronteiras disciplinares e geográficas.

Comentar

Iniciar Sessão

Nome de Utilizador

Palavra-chave

Se não tem conta,

Registe-se aquiEsqueceu-se da palavra-chave?

Comentar este artigo

Título

Texto

Os comentários deste site são publicados após aprovação, pelo pedimos que respeitem os nossos Termos de Utilização.
O seu IP não será divulgado, mas ficará registado na nossa base de dados.
Por favor, não submeta o seu comentário mais de uma vez.