27 / Maio / 2020

Quarta

Diretor: José Tomaz Gomes | Editor: AECOPS

Legislação ver todas os artigos desta secção

Covid-19 || 100 milhões para apoiar empresas na adoção de medidas de segurança

15 de Maio de 2020 às 16:46:13

tamanho da letra:

Legislação

O Governo estabeleceu um sistema de incentivos à segurança nas micro, pequenas e médias empresas no contexto da doença Covid-19, que contempla, entre outras medidas, a aquisição de equipamentos de proteção individual e a reorganização dos locais de trabalho.

Criado pelo Decreto-Lei n.º 20-G/2020, de 14 de maio, e financiado pelo Portugal 2020, o Programa ADAPTAR visa "minorar os custos acrescidos para o restabelecimento rápido das condições de funcionamento das micro, pequenas e médias empresas", explica o Governo em comunicado.
Entre as medidas deste programa, que tem uma dotação de 100 milhões de euros, está o apoio aos "custos de aquisição de equipamentos de proteção individual para trabalhadores e utentes, equipamentos de higienização, contratos de desinfeção e os custos com a reorganização dos locais de trabalho e alterações de layout dos estabelecimentos". 
Os apoios são atribuídos sob a forma de subvenção não reembolsável e contemplam 80% das despesas elegíveis, com um limite máximo de 5 mil euros e um mínimo de 500 euros, para as micro empresas, e de 50%, para projetos entre 5 mil e 40 mil euros para as PME, sendo elegíveis as despesas desde 18 de março. 
Estão previstos dois pagamentos: um de 50%, com a contratação, e o restante, com declaração de despesa realizada pela empresa, confirmada por contabilista certificado. Posteriormente, serão realizadas auditorias ao sistema.
Em comunicado, o Ministério da Economia e da Transição Digital adianta que o acesso ao programa será feito através de um regime simplificado de candidatura, “baseado num orçamento de despesas por grandes rubricas, em que a confirmação dos requisitos administrativos obrigatórios é efetuada de forma automática pelo sistema de gestão de candidaturas ou mediante declaração do promotor”. A decisão sobre a candidatura, refere o ministério tutelado por Pedro Siza Vieira, será tomada em 10 dias úteis.
Os avisos para a apresentação de candidaturas pelas micro e pelas pequenas e médias empresas, que deve ser feita através do Balcão 2020, já foram publicados.


Comentar

Iniciar Sessão

Nome de Utilizador

Palavra-chave

Se não tem conta,

Registe-se aquiEsqueceu-se da palavra-chave?

Comentar este artigo

Título

Texto

Os comentários deste site são publicados após aprovação, pelo pedimos que respeitem os nossos Termos de Utilização.
O seu IP não será divulgado, mas ficará registado na nossa base de dados.
Por favor, não submeta o seu comentário mais de uma vez.