25 / Agosto / 2019

Domingo

Diretor: José Tomaz Gomes | Editor: AECOPS

Legislação ver todas os artigos desta secção

Redução de caução nas obras públicas mantém-se nos Açores

27 de Março de 2015 às 15:53:21

tamanho da letra:

Legislação

O regime de redução do valor da caução nos contratos de empreitadas e subempreitadas de obras públicas, em vigor na Regão Autónoma dos Açores até 31 de dezembro de 2014, foi prorrogado até ao final do ano de 2016.

Com a publicação do Decreto Legislativo Regional n.º 7/2015/A, de 26 de março, nos contratos de empreitada e de subempreitada de obras públicas celebrados após 1 de janeiro de 2012 e até 31 de dezembro de 2016, o valor da caução exigida ao adjudicatário é reduzido de 5% para 2% do preço contratual e não pode ser exigido um reforço da caução prestada em valor superior a 2% em cada um dos pagamentos parciais.
A decisão vem ao encontro do solicitado pela AECOPS, que recentemente reivindicou o alargamento temporal do regime de redução do valor da caução  que vigorou nos Açores até ao fim do ano passado e que não foi mantida pelo diploma que que aprovou o Orçamento da Região Autónoma dos Açores para o ano de 2015.


 

Comentar

Iniciar Sessão

Nome de Utilizador

Palavra-chave

Se não tem conta,

Registe-se aquiEsqueceu-se da palavra-chave?

Comentar este artigo

Título

Texto

Os comentários deste site são publicados após aprovação, pelo pedimos que respeitem os nossos Termos de Utilização.
O seu IP não será divulgado, mas ficará registado na nossa base de dados.
Por favor, não submeta o seu comentário mais de uma vez.