22 / Setembro / 2019

Domingo

Diretor: José Tomaz Gomes | Editor: AECOPS

Economia ver todas os artigos desta secção

Mercado de obras públicas em expansão

05 de Setembro de 2019 às 10:16:35

tamanho da letra:

Economia

Ao longo do primeiro semestre de 2019 o comportamento do mercado das obras públicas foi francamente positivo, a avaliar pela informação disponibilizada no Portal Base, da responsabilidade do IMPIC, Instituto dos Mercados Públicos, do Imobiliário e da Construção.

Considerando o valor, os anúncios de concursos de empreitadas de obras públicas cresceram 54% até junho, em termos homólogos, perfazendo as 1.926 obras contabilizadas um montante global de 1,97 mil milhões de euros.
O anúncio de montante mais elevado foi o correspondente à Empreitada de execução da Linha Circular: Troço Praça da Liberdade - Casa da Música, promovida pela empresa Metro do Porto, S.A., com um valor de 175 milhões de euros. Ainda acima dos cem milhões de euros foram lançadas mais duas obras: a empreitada do Prolongamento do Quebra-mar Exterior e das Acessibilidades Marítimas do Porto de Leixões, da responsabilidade da APDL - Administração dos Portos do Douro, Leixões e Viana do Castelo, com um montante de 141 milhões de euros, e a Empreitada de Projeto e Construção dos Toscos no âmbito da concretização do Plano de Expansão do Metropolitano de Lisboa - Prolongamento das Linhas Amarela e Verde (Rato - Cais do Sodré)», uma obra do Metropolitano de Lisboa E.P.E., com um valor de 120 milhões de euros.
O Metro do Porto, S.A., foi o dono de obra responsável pela maior fatia de valor posto a concurso, 270,0 milhões de euros (13,7% do total), seguido pela APDL - Administração dos Portos do Douro, Leixões e Viana do Castelo, que lançou concursos no valor global de 159,9 milhões de euros (8,1% do total).
Relativamente aos contratos de empreitadas de obras públicas celebrados no mesmo período, foi possível apurar um crescimento homólogo de 27,0%, com o montante total a ultrapassar os mil milhões de euros. As duas maiores obras contratadas, em termos de valor, correspondem a trabalhos de construção de vias férreas e são da responsabilidade das Infraestruturas de Portugal, S. A. A empreitada geral de construção civil do subtroço Alandroal-Linha do Leste (na Linha de Évora), no valor de 130,5 milhões de euros, foi o contrato de valor mais elevado celebrado, enquanto a Empreitada Geral de Construção Civil do subtroço Freixo-Alandroal", no montante de 74,7 milhões de euros, foi a obra com o segundo valor mais significativo.
Em síntese, quer em termos de anúncios, quer em termos de contratos celebrados, os montantes alcançados ao longo do primeiro semestre de 2019 constituíram máximos dos últimos 7 anos, apontando para uma efetiva recuperação ao nível do investimento público.

Comentar

Iniciar Sessão

Nome de Utilizador

Palavra-chave

Se não tem conta,

Registe-se aquiEsqueceu-se da palavra-chave?

Comentar este artigo

Título

Texto

Os comentários deste site são publicados após aprovação, pelo pedimos que respeitem os nossos Termos de Utilização.
O seu IP não será divulgado, mas ficará registado na nossa base de dados.
Por favor, não submeta o seu comentário mais de uma vez.