28 / Maio / 2018

Segunda

Diretor: José Tomaz Gomes | Editor: AECOPS

Economia ver todas os artigos desta secção

Avaliação bancária volta a crescer pelo 4º mês consecutivo

25 de Agosto de 2016 às 10:27:48

tamanho da letra:

Economia

O valor médio da avaliação bancária fixou-se, em julho, nos 1068 euros/m2, o que traduz um aumento de 3 euros/m2 face ao valor registado no mês anterior, altura em que o aumento verificado foi de 5 euros/m2 em junho.

Comparado com o período homólogo, verificou-se um aumento de 2,8%, quando no mês precedente a variação havia sido de 3,4%.
Julho foi o 4º mês consecutivo de aumento do valor médio de avaliação bancária, realizada no âmbito da concessão de crédito à habitação, embora menos intenso que o observado no mês anterior.
Segundo o INE, o valor agora alcançado, 1068 euros/m2, é o mais elevado desde janeiro de 2012.
Por tipo de habitação, o valor médio de avaliação bancária dos apartamentos aumentou 0,4% face ao mês anterior, fixando-se em 1109 euros/m2 em julho. Comparativamente com julho de 2015, este valor aumentou 1,9% (variação de 2,5% em junho). O valor médio de avaliação para os apartamentos T2 e T3 situou-se, respetivamente, em 1101 euros/m2 e 1044 euros/m2, diminuindo 1 euro/m2 (-0,1%) nos T2, enquanto os T3 registaram um aumento de 5 euros/m2 (0,5%), comparativamente com os valores verificados em junho.
Já nas moradias, o valor médio de avaliação bancária situou-se em 994 euros/m2 em julho, valor superior em 2 euros/m2 ao observado em junho. As moradias de tipologia T3 e T4 registaram valores médios de avaliação de 967 euros/m2 e de 1015 euros/m2 (aumentos face ao mês anterior de 1 euro/m2 e de 18 euros/m2, respetivamente).

 

Comentar

Iniciar Sessão

Nome de Utilizador

Palavra-chave

Se não tem conta,

Registe-se aquiEsqueceu-se da palavra-chave?

Comentar este artigo

Título

Texto

Os comentários deste site são publicados após aprovação, pelo pedimos que respeitem os nossos Termos de Utilização.
O seu IP não será divulgado, mas ficará registado na nossa base de dados.
Por favor, não submeta o seu comentário mais de uma vez.