14 / Novembro / 2019

Quinta

Diretor: José Tomaz Gomes | Editor: AECOPS

Economia ver todas os artigos desta secção

Contas Nacionais Trimestrais confirmam continuação da crise no Setor

11 de Setembro de 2013 por Lurdes Neto às 11:59:53

tamanho da letra:

Economia

Apesar de ter contribuído para uma menor quebra do produto interno bruto no 2º trimestre deste ano, o investimento em Construção continuou no vermelho, revelando que a situação do Setor continua a ser de crise profunda.

Quando foi divulgada, em meados de agosto passado, a estimativa rápida das Contas Nacionais Trimestrais pelo INE, que davam conta de uma menor diminuição, no 2º trimestre de 3013, do Produto Interno Bruto (PIB), atribuindo essa quebra menos intensa, sobretudo, a uma redução menos acentuada do investimento, com destaque para a formação bruta de capital fixo (FBCF) em Construção, poder-se-ia ficar com a ideia de que o Setor estaria numa melhor situação. Longe de tal, os dados finais das Contas Nacionais Trimestrais agora conhecidos confirmam que a atividade do Setor permanece bem negativa.
Em traços rápidos, só no primeiro semestre de 2013 a FBCF em Construção caiu 20,1%, em termos homólogos, o que compara com a diminuição de 18,1% registada para todo o ano de 2012. No que respeita ao valor acrescentado bruto (VAB) do Setor, a variação homóloga registada foi de -19,2% no primeiro semestre de 2013, após -14,8% em 2012. 
De salientar, por outro lado, que a quebra do VAB registada nos primeiros três meses do ano foi bem mais forte do que a sentida no trimestre seguinte (respetivamente, -24,4% e -13,3%).
Também o investimento, não tendo caído no 2º trimestre do corrente ano (-13,0%) com a mesma intensidade com que caiu nos primeiros três meses (-26,1%), a verdade é que a sua forte queda continua a impossibilitar a desejada retoma do Setor.

Comentar

Iniciar Sessão

Nome de Utilizador

Palavra-chave

Se não tem conta,

Registe-se aquiEsqueceu-se da palavra-chave?

Comentar este artigo

Título

Texto

Os comentários deste site são publicados após aprovação, pelo pedimos que respeitem os nossos Termos de Utilização.
O seu IP não será divulgado, mas ficará registado na nossa base de dados.
Por favor, não submeta o seu comentário mais de uma vez.