13 / Dezembro / 2019

Sexta

Diretor: José Tomaz Gomes | Editor: AECOPS

Economia ver todas os artigos desta secção

Nova quebra de 15% na produção ameaça setor da Construção

03 de Julho de 2013 às 15:04:21

tamanho da letra:

Economia

A AECOPS - Associação de Empresas de Construção e Obras Públicas e Serviços estima que a produção do setor da Construção caia este ano 15%, com uma redução de 18% na Habitação e 14% na Engenharia Civil.

As previsões, apuradas com base na evolução da atividade ao longo dos primeiros seis meses do corrente ano e agora divulgadas, são, conforme frisa a Associação, “alarmantes” e confirmam o “sério risco de colapso económico do Setor”, para o qual vem alertando há já algum tempo.   

Confrontado há mais de uma década com uma crise setorial, a que entretanto se somaram as dificuldades económicas e financeiras globais, a atividade da Construção vive hoje o momento mais difícil da sua história.

Sem novas obras para fazerem ou sem crédito para executarem as que têm em carteira, as empresas do Setor lutam para se manter no mercado e garantir o máximo possível de postos de trabalho.

A braços com uma crise com três frentes – de mercado, atenta a ausência da procura e do investimento, tanto público como privado, estrutural do tecido empresarial, espelhada no desaparecimento, só este ano, de 1.198 empresas e, nos últimos três anos, de mais de 200 mil postos de trabalho, e financeira, com uma contração do crédito ao Setor de 5,4 mil milhões de euros -, a Construção, diz a AECOPS, caminha para uma situação insustentável.

Mais grave é o facto de não se perspetivar, para breve, uma inversão desta conjuntura, o que leva a Associação a insistir que o Setor enfrenta um sério risco de colapso, o qual, a acontecer, não deixará imune o resto da economia nacional e, ao mesmo tempo, provocará consequências sociais e políticas imprevisíveis.


 

Comentar

Iniciar Sessão

Nome de Utilizador

Palavra-chave

Se não tem conta,

Registe-se aquiEsqueceu-se da palavra-chave?

Comentar este artigo

Título

Texto

Os comentários deste site são publicados após aprovação, pelo pedimos que respeitem os nossos Termos de Utilização.
O seu IP não será divulgado, mas ficará registado na nossa base de dados.
Por favor, não submeta o seu comentário mais de uma vez.